segunda-feira, 11 de abril de 2011

[Resenha] O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Brönte

Então, hoje vim aque pra abrir mais uma coluna. Dessa vez vamos falar daqueles livros mais antigos, clássicos em geral que a gente ama. Eu particularmente sou fascinada em clássicos. Como geralmente esses livros foram publicados diversas vezes eu vou falar da edição que eu tenho e será sempre a da foto.
O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
Emily Brönt (Ellis Bell)
Editora: Martin Claret (2003).
Gênero: Romance, Drama
Páginas: 416.
Ano: 1847 (original).
" A obra conta a história da paixão entre Heathcliff e Catherine na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes. Amigos de infância, eles são separados pelo destino, mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta - um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança."
Como dito na sinopse, o livro conta a história de um trágico amor, diria até incubado porque eles nunca usurfruem de verdade dele. O livro é angustiante e bastante pesado, mas é apaixonante. O amor deles chega a ser perturbador e você fica morrendo junto com os personagens. A maldade de Heathcliff e ao mesmo tempo o amor que ele tem são tão grandes que você se pergunta como podem caber tanto de duas coisas tão... contrastantes (?) numa mesma pessoa. Dá dó dos outros personagens, de verdade. É um livro profundo e verdadeiro, vale muito a pena ser lido.

Porque se tornou um clássico: em minha singela opnião, na época (estamos falando da primeira metade do século XIX) ele foi ousado e ele é extremamente profundo. Ali são humanos em sua forma mais básica, você consegue ver os erros, os contrates, os sentimentos saltando páginas é realmente emocionante. #confessoquechorei
Esse é o único livro escrito pela Emily Brontë, que morreu bem jovem (29 anos) de tuberculose, mas é tão bom que ficou consagrado como um dos melhores livros da literatura britânica, uma pérola.

Ps: Ele é o livro preferido de Edward e Bella (bleg) e até uma versão no "feeling Crepúsculo" foi lançada de O Morro dos Ventos Uivantes. Se você gosta da saga, ok, mas se não, e está torcendo o nariz para o livro por causa disso, acho melhor você ler o livro e depois vir me falar... Lembre-se: Quando livro foi escrito, nem o Edward tinha nascido (pelo que consta em Crepúsculo, claro), quanto mais você, quanto mais todos desse planeta e ele está ai até hoje e é sempre mencionado como um ótimo livro antes de qualquer febre... Então, por favor né?!

Ps.2: Clássico é clássico, eu não tenho a audácia de avaliar.

Extras: "Teve várias adaptações para o cinema, uma delas sendo dirigida pelo cineasta britânico A. V. Bramble, e para televisão, originando uma canção de sucesso, "Wuthering Heights", composta e interpretada por Kate Bush, uma das faixas do álbum The Kick Inside, de 1978." (wikipédia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário