quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

[Resenha] Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins


Anna e o Beijo Francês
Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance, Chick-lit
Páginas: 288


“Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a idéia de se mudar para Paris, já que seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz.
Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, uma melhor amiga fiel e um namoro prestes a acontecer.Mas, ao chegar a Paris, Anna conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito. Só que Étienne, além de tudo, tem uma namorada... Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?”

Comprei esse livro durante a primeira vez em que eu fui ao Clube do Livro de Ribeirão Preto e, para ser sincera, só o comprei porque a Giu me garantiu que era maravilhoso. Acho que eu nunca gostei muito dele por causa do título. Por algum motivo ele me incomoda... Deve ser porque soa bobo demais. Porém, é aquela coisa... Não se julga um livro pela ca... Ops, pelo título. Eu fechei meus olhinhos e procurei ler o livro com toda a sinceridade.

Bem, funcionou.

Anna e o Beijo Francês conta a história de Anna Oliphant, uma garota bem divertida, que leva uma vida tranqüila em Atlanta junto a sua melhor amiga, seu bom emprego e o seu quase namorado. Porém, as coisas começam a ficar incômodas quando seu pai, um famoso escritor e, aqui devo concordar com a Giu, parece demais ter sido inspirado no Nicholas Sparks, resolve que seria uma ótima experiência para ela cursar seu último ano em Paris. Bom, por mais que passar um tempo na Cidade Luz fosse tentador, ela não estava nem um pouquinho disposta a largar sua vida para trás, muito menos por causa de um capricho de seu pai.

Mas, como qualquer pai atencioso faria, não há discussão. Anna é matriculada e começa a cursar seu último ano em uma escola para americanos em Paris. Tudo estava indo mal, muito pior do que ela imaginava. Ainda mais quando Anna, enfim, sente o peso de estar morando sozinha em seus ombros. Provavelmente teria surtado se não fosse por Meredith, sua vizinha de quarto que a acolhe simpaticamente no seu grupo de amigos. E, é então que nossa protagonista conhece Étienne St. Clair, o garoto impiedosamente lindo que chega para bagunçar a sua vida de uma vez por todas.

A narrativa é muito gostosa. Apesar de ser no presente – deve ser o quarto livro consecutivo que eu leio no presente, ou seja, não agüento mais – e em primeira pessoa, o que sempre me deixa um pouquinho confusa, ela é bem fluida. Anna é muito divertida e o seu jeito de contar a história acaba sendo descontraído e suave. Infelizmente, eu achei muitos errinhos de digitação e, em algumas falas, as coisas ficavam confusas, sem saber quem falou o quê; mas, tirando esses contratempos, é uma narrativa realmente boa e fácil de ler.

Sobre a história em si, é um tanto quanto clichê. Quero dizer, não um clichê ruim, mas um clichê bom. Como eu vivo defendendo, o interessante de uma história não é “o quê” e sim “como” acontece e, nesse caso, desde as primeiras páginas você já sabe exatamente o que vai acontecer no final. Entretanto, ainda assim, esse é um livro incrivelmente doce! Fazia muito tempo em que eu não lia algo com um tempero tão adocicado! É suave, é sutil, é bonito, é... Desculpe-me repetir a palavra, doce! As páginas simplesmente vão passando e, quando você se dá por si, está com um sorriso bobo na cara, torcendo pelo que você já sabe que vai acontecer, mas que mesmo assim é bom demais para passar sem uma platéia atenta e desejosa. É um romance com cheiro de flores e gostinho de chocolate, de quero mais. Daqueles que você lê e relê sem cansar.

Os personagens são todos muito bem feitos e muito bem explorados. Sem exceções. Mesmo os que aparecem bem pouco, como Matt e Cherrie, conseguiram, com poucas ações, transmitir toda uma história e desenvolver toda uma personalidade. É incrível a forma como Stephanie conseguiu trabalhar seu livro. Não tenho nem palavras para elogiar o bastante. Limito-me apenas em dizer que esse livro me encantou. Quebrou várias barreiras que eu tinha com relação ao seu título E com relação ao fato de que eu não gosto muito de romances. Vale à pena ler, mesmo, mesmo.

Trechos:
"É sério. Quem manda os filhos para um internato? É tão Hogwarts. Só que no meu não tem feiticeiros bonitinhos, balinhas mágicas ou aulas de voo."
"Ele congela. Um olhar malicioso passa pelo seu rosto antes que eu perceba o que acabei de dizer. Não quis dizer isso daquela maneira. Não que aquilo seria muito ruim."
"Devo ser masoquista para me colocar nessas situações. Eu preciso de ajuda. Preciso ver um psiquiatra ou ser presa em uma camisa de força ou em uma cela acolchoada ou algo do tipo."
"É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar?"
"[...] Eu viajaria dez vezes a distância só para estar com você toda noite."
 Avaliação:

Capa: 
Acabamento do livro: 
História: 
Andamento: 
Desfecho: 

Avaliação Geral:

4 comentários:

  1. AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!
    Amo esse livro, mas acho que vca já sabem disso, né?! :P
    Eu já reli tanto que sei ate algumas coisas de cor!
    A Steph é diva, ela sabe criar histórias que tinham tudo para cair no senso comum, mas que são tão bem escritas e desenvolvidas que AAWWWW! Sem palavras! <3333
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que sou do contra sahushausa
    Dei 4 estrelas para ele no skoob e não fui com a cara da Ana. Admito que o livro é maravilhoso, a autora escreve muito bem, suas descrições das cenas e lugares são incríveis, que o Étienee é apaixonante... Mas simplesmente não consegui gostar tanto do livro. Acho que sou estranha :/
    Bom, mas é sim uma ótima leitura, principalmente quando a pessoa está cansada de leituras pesadas XD
    Bj, linda resenha!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  3. Olá!!
    Eu já li Anna e o beijo francês e amei, se tornou um dos meus livros favoritos! *__*
    É a primeira vez que visito o seu blog, ficaríamos super felizes com a sua visita
    ao nosso blog também, te convido para conhecê-lo ^^

    Beijos!
    Elidiane - Leitura entre amigas
    http://leituraentreamigas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Não é exatamente o tipo de livro que me encanta, mas a sua resenha está sincera e bem escrita: me gerou um interesse pelo livro!
    Sou escritora e adoraria que conhecesse o meu trabalho. Escrevo sobre mitologia grega.
    http://imperiodosdeuses.blogspot.com/
    Um beijão,
    Sarah Micucci

    ResponderExcluir