segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

[Coluna] Hora do Chá #3 – A Fine Frenzy

Na Hora do Chá dessa segunda, falaremos de música!

A Fine Frenzy é uma cantora que se tornou uma das mais ouvidas em minha playlist. É um gênero um pouco mais calmo, usado por mim durante as minhas incontáveis horas debruçada sobre o notebook enquanto escrevo meus livros, ou quando preciso de um pouquinho de inspiração. É bom também para se acalmar de um dia estressante, ou para se deprimir até as lágrimas se esgotarem. Acreditem, muitas das músicas dela são, de fato, deprimentes. Já as usei para fins emos, admito.


Não vou me perder em detalhes sobre a vida pessoal dela, para isso temos a nossa sempre útil Wikipédia e as constantes revistas de fofocas. (:


A Fine Frenzy é uma cantora e compositora norte-americana de vinte e sete anos chamada Alison Sudol.

Alison começou a carreira musical efetivamente aos dezoito anos, quando começou a sua primeira banda. Depois, foi apenas questão de tempo até que ela criasse experiência e embarcasse de vez em “A Fine Frenzy”, onde lançou o seu primeiro álbum “One Cell in a Sea” em 2007. Seu outro lançamento foi em 2009, com “Bomb in a Birdcage”, e há rumores de que um novo álbum sairá ainda em 2012.

Quando era adolescente, considerava-se quieta e nerd (Acho que eu conheço alguém exatamente com essas características xD). Além disso, adivinhem? Ela também é apaixonada pela literatura, tendo uma ótima bagagem literária, apreciando William Shakespeare, Charles Dickens, C. S. Lewis e, é claro, nosso queridíssimo Lewis Carroll.


A Fine Frenzy não é tão conhecida, mas suas músicas foram reproduzidas em várias séries – duas delas sendo “The Vampire Diaries” e “House” com Ashes and Wine e Whisper, respectivamente. Ela merece um crédito, não é mesmo?

Abaixo colocarei algumas de minhas músicas favoritas.

* Almost Lover *

* Ashes and Wine *

* Liar, Liar *

Nenhum comentário:

Postar um comentário