sexta-feira, 23 de março de 2012

[Coluna] Através do Espelho #4 - Jogos Vorazes

Esta é sem dúvida a mais esperada adaptação do ano. Jogos Vorazes estréia hoje nos cinemas de todo o Brasil (Na verdade, de todo o mundo).
Ontem fui à pré estréia do Rio de Janeiro no Shopping Downtown, que foi uma bagunça pra falar verdade. Ganhei um ingresso por uma promoção do Tributos RJ, um fã clube do Rio muito legal e que tem como uma das organizadoras a Iris do Literalmente Falando (que é muitíssimo simpatica!).
Quem ainda não leu o livro, eu recomendo que você leia antes de ver o filme, fará muito mais sentido e, pra quem não leu as resenhas dos três livro da trilogia, elas estão aqui.
Eu tentarei falar de Jogos Vorazes com o mínimo de Spoilers que eu conseguir e farei um aviso quando eu tiver de dar spoiler, cambinado?
Bem, estréia é aquela vibe legal dos fãs, mas é uma gritaria sem fim também. Gente mal educada que fala que é fã, mas grita o filme inteiro e não vê nada, você encontra aos montes. Mas vamos ao filme.
Jennifer Lawrence e todo o elenco estão impecáveis. As roupas e a caracterização dos personagens estão muito bem feitas. A Katniss é realmente a Katniss. As personagens estão ali, com as personalidades que nos conquistou nas páginas do livro. Nesse aspecto, a escolha de elenco foi brilhante, eu diria. Josh Hutcherson está impecável de Peeta, aquele garoto tão doce que a gente se apaixonou... Effie, Haymitch, Gale, presidente Snow, todos ótimos. Tem cenas onde Jen está tensa, treme e dá pra sentir como Katniss está se sentindo mesmo tentando permanecer forte. Como a personagem é extremamente calada e sisuda e no filme, como um reflexo, ela falar muito pouco, e essas mudanças de humor são mais percebidos no livro já que ele é contado por ela, a capacidade de interpretação de Jen seria algo muito requisitado e, perante isto, ela fez muito bem seu trabalho. Fazendo das sutis mudanças nos sentimentos de Katniss algo aparente, mas sem que esta perdesse sua personalidade.
(spoiler) Algumas cenas como a da entrada dos tributos em carruagens em que Katniss e Peeta pegam fogo e surge a expressão Girl on Fire, é muito legal de poder visualizar, já que no livro é complicado imaginar a cena com tantos detalhes.  
Peeta camuflado, a própria Cornucópia e as cenas onde aparecem os bastidores da capital que no livro não tem como serem contados, já que ele é feito em primeira pessoa, marcam mais pontos para o filme.
Os problemas começam com a direção, na verdade. Os cortes foram estranhos, quando se pula de uma cena pra outra não há conexão, parece ter sido feita quase que arbitrariamente, o que deixa muito forte a impressão de que eles pegaram cenas que são imprescindíveis pra se contar a história, gravaram as cenas, juntaram e fizeram o filme. É tudo MUITO corrido. As cenas de ação duraram pouco demais e a tensão não conseguiu ser transmitida. As cenas de florestas foram mais longas, mas com extensos closes em Katniss. As relações entre "Peeta e Katniss" e "Katniss e Rue" foi mal explorada. As impressão de Effie sobre os personagens é quase inexistente. Somente Haymicht foi bem aproveitado. E Seneca tem uma das cenas mais brilhantes do filme, sem dúvida alguma.
O fim, que no livro é algo sofrido e comovente, quase não deu pra sentir e assimilar, como as ações dos protagonistas, que é algo monumentalmente significativo para o desenrolar de toda a série. E mesmo a relação entre Catnip e Peeta fica algo muito mal fechado. 
(Spoiler)Durante o filme Gale aparece algumas vezes, mas, é claro, sem diálogos, e isso é algo muito importante pra o espectador fazer uma ligação mais forte na relação entre Katniss e seu amigo, já que no livro ele só aparece no começo e isso só se mostra mais forte no segundo livro.
Tudo que se tem no filme, se tem no livro (com exceção de algumas cenas que auxiliam na narração da história e que são extremamente necessários já que o filme não é contado na visão da protagonista). Por outro lado, nem tudo que tem no livro está no filme o que é compreensível, já que se trata de uma adaptação, mas muitas coisas que eram importantes para as conexões das relações, da própria trama, na verdade, ficaram a deseja,r e foi nisso que o filme pecou.
Sai da sala de cinema com um sensação estranha. O filme é bom, mas faltou profundidade. E não só faltou profundidade por ser tratar de um livro adaptado para o cinema, faltou profundidade como filme mesmo.
Meu namorado, que me acompanhou e nunca leu os livro e sequer me deixou dar os nomes das personagens porque não queria spoiler, não entendeu muita coisa e, ainda mais, não entendeu porque todo o fanatismo com a história.

Jogos Vorazes foi quase transformado em um filme de romance, e todos que leram e que são apaixonados pela trilogia sabem que JV é romance sim, mas é muito mais que isso. Tem política, tem luta, tem guerra, tem MUITA tensão. E tudo isso, mesmo o romance, é transmitido de uma forma muito superficial.
Se fosse pra avaliar, daria três xícaras. Sendo muito, mas muito boazinha, quatro.
Ainda lembrei de outras adaptações que foram piores como Eragon e Ladrão de Raios, e pensei que nem tudo está perdido, na verdade. Mas lembrei de adaptações como a maioria dos Harry Potter e mesmo da série Crepúsculo, que embora eu não goste, quando se fala no âmbito de adaptações de um livro, foram filmes até que bem executados. E, então, eu penso que poderia ter sido muito melhor. O porém é que de todas as séries citada anteriormente, Jogos Vorazes é o meu grande amor, sem dúvida alguma. 
Por isso digo que a sensação era estranha: ao mesmo tempo que gostei de ver meus personagens preferidos personificados e algumas cenas tão fieis ao livro que me deu até arrepios. Por outro lado, ver o final tão transfigurado e o algumas lacunas na história completamente em branco e algumas sequências fracas, fiquei triste.
Finalizando, o filme é bom e vai agradar os fãs dos livros por ser bem fiel, mas como filme (isolando o fato de ser uma adaptação), ele não transmite, nem de longe, o porquê somos tão apaixonados pela história de Suzanne Collins, e por isso, não dá pra ter uma noção da história só pelo filme. Dó mesmo eu tenho de quem vai ver o filme sem ter lido o livro. Eu realmente esperava mais. Ah, quase me esqueço! 
Happy Hunger Games! And may the odds be ever in your favor!
Vejam o filme e venham me contar o que acharam, se viram algo que eu perdi com a barulheira do cinema, ou algo assim. Agora me pergunte se eu gostei?! Não sei. Vou ver denovo? Claro!

3 comentários:

  1. Para mim o filme foi feito única e exclusivamente para os fãs, eles colocaram em imagens tudo aquilo que os fãs da série queriam ver, mas se esqueceram das pessoas que não leram o livro e não sabem todo o enredo, como seu namorado, para estes o filme pode ser algo extremamente superficial.
    Como fã da série eu amei, e achei perfeito, não senti que as mudanças feitas foram ruins, afinal elas não eram tão significativas para toda a história.
    Mas sinceramente gostaria de bater um papinho com alguém que não leu os livros para saber se a pessoa se interessou ou se acho ruim, o que acho mais provável.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje quando estava no cinema vendo Guerra é Guerra com meu namorado e tive de sair pra ir ao banheiro, conversei com uma moça que estava na fila que tinha acabado de ver o filme e não tinha lido o livro. A primeira coisa que ela me disse é que não tinha entendido quase nada do filme. Que não fez muito sentido pra ela. Eu disse que tinha tido essa impressão também, mas como eu já tinha lido, pra mim tudo fazia sentido. Achei que isso é um pecado, porque geralmente se as pessoas não entendem e por tabela não gostam do filme, elas não vão atrás do livro e isso é uma grande pena =[

      Excluir
  2. AIM MEU DEUS!

    Flora, como é bom saber que eu nao estou sozinha!!

    Eu assisti o filme na quninta feira, uma sessão pre estreia fechada pra imprensa. E assim, eu gostei muito do filme! Muito mesmo, já que eles conseguiram se manter fieis a maior parte do tempo. Mas eu sai com uma sensação estranha do cinema. Eu não sai frenetica, exultante, cantarolando e dando cambalhotas. Ficou faltando algo, algo importante, que eu nao consegui identificar o que era. Eu gostei da interpretação do tres principais, gostei de como demonstraram a Capital e de todos os efeitos. Tbm achei algumas partes muito corridas, principalmente das mortes, mas tudo. No entanto, eu nao consigo me conformar com o tipo de marketing que está fazendo em cima do filme, falando coisas do tipo: VOCÊ NUNCA VIU UM TRIANGULO AMOROSO COMO ESSE e UMA FRANQUIA TÃO GRANDIOSA QUANTO HP E CREPUSCULO. Aff, isso me irrita de um tanto, pq são series distintas e que parecem que que quer fazer decolar pegando referencias de outras, sendo que nao precisa! E como vc falou, o foco de Jogos Vorazes não é 'amor' de Peeta - Kat - Gale. Me chateoou tbm. Mas fiquei feliz de saber que alguem se sentiu como eu.

    Beijokas!:*

    Raphaela
    Equalize da Leitura
    @EqualizeLeitura

    ResponderExcluir