segunda-feira, 19 de março de 2012

[Coluna] Hora do Chá #4 – WARP

Hoje, nesta hora do chá, falarei de um jogo indie (independente).


O jogo que escolhi se chama WARP, nele você é um pequeno alien amarelo que cai por acidente na terra. Com o impacto, você perde a consciência e é encontrado por cientistas, que te levam para uma base militar subaquática e começam a fazer experiências com você.

Inicialmente, você não possui poder algum, podendo apenas se movimentar, e os cientistas começam a te submeter a labirintos, quebra cabeças e outros testes de lógica. Porém, rapidamente você acaba se descobrindo nem tão indefeso assim, pois adquire o poder de se teletransportar, daí vem o nome WARP, que quer dizer distorcer em inglês, nesse caso, tem o poder de distorcer o espaço.
   
Apartir desse momento, você tem como objetivo escapar desse laboratório maluco e extremamente perigoso em que está preso, destruir todas as gravações dos testes com você, já que obviamente você não quer deixar pistas da sua existência, e causar o máximo de estrago o possível.


O jogo, que no começo é muito simples e fácil, à medida que vai evoluindo se torna um puzzle divertidíssimo, e muito, muuuuuuuito difícil. Você adquire novos poderes, como entrar em objetos, trocar de lugar com objetos e inimigos, criar uma copia “fantasma” de si mesmo e até mesmo explodir objetos que você esta dentro.
   
O gráfico dele é muito interessante. Ele foi feito com a Unreal Engine 3, uma ferramenta de desenvolvimento muito poderosa. Porém, os gráficos são mais cômicos, com um estilo quase que de desenho. Mas, mesmo com esses gráficos de desenho, a física do jogo é excepcionalmente desenvolvida, com efeitos de explosão maravilhosos e efeitos de reação a colisão muito bem feitos.
  
Eu realmente o recomendo, ele é um jogo indie muito bem feito, com bons gráficos, uma jogabilidade invejável e um nível de desafio, tipo, épico. Ele fica realmente difícil com o tempo. Vale a pena dar uma olhadinha nele xD


Nenhum comentário:

Postar um comentário