sexta-feira, 25 de maio de 2012

[Especial] Dia da Toalha

Esse post vai sair quase no sábado, mas ta valendo.


[Clique na imagem pra visualizar melhor]


Hoje, dia 25 de maio, é o dia da toalha, vulgo, dia do orgulho nerd, nome que eu particularmente acho ridículo.


Enfim... no dia 11 de maio de 2001 um grande mestre para todos os nerds se despediu desse mundo e foi deitar-se sob as estrelas que brilham avermelhadas no mundo desértico de Kakrafoon. Este era Douglas Adams, responsável pela série O Guia do Mochileiro das Galáxias, uma das minha séries favoritas. 

Duas semanas depois, no dia 25 de maio, várias pessoas resolveram homenagear esse grande cara e saíram de casa levando sua toalha, o item mais indispensável de um mochileiro das galáxias como todos sabem. Esse também foi o dia que em 1977 estreou o filme Star Wars, Episódio IV - Uma nova esperança
A partir daí, o dia 25 de maio então virou uma data de celebração para os nerds, mas não para "cultuar o orgulho de ser nerd", mas sim prestar uma homenagem à cultura nerd.

Eu realmente acredito nesse dia como um dia de homenagem ao Douglas, ele é um dos caras mais geniais que passou por esse planetinha verde-azulado que fica na região mais brega da Borda Ocidental desta Galáxia, sem dúvida alguma. Digo isso com uma pontinha de dor no coração, porque mesmo que em 2001 eu tinha apenas 8 anos, esse cara é um dos que ajudou a criar a personalidade desta que vos fala. Só quem tem um escritor preferido sabe do que eu estou falando. Essa homenagem é mais que merecida!

Sem mais delongas, hoje trarei alguns títulos que forjaram a cultura nerd que você pode ver por ai, espalhada pelo mundo.

de Isaac Asimov



Fundação 
Um brilhante homem chamado Hari Seldon cria a ciência da psico-história, que consegue antecipar o comportamento de grandes concentrações de pessoas (como a população de um planeta, ou de toda a galáxia). Ele prevê a queda do poderoso Império Galáctico. Trilogia publicada no Brasil em um só volume.


O fim da eternidade
Andrew Harlan é um Eterno: membro de uma organização que monitora e controla o Tempo. Um Técnico que lida diariamente com o destino de bilhões de pessoas no mundo inteiro: sua função é iniciar Mudanças de Realidade, ou seja, alterar o curso da História. Condicionado por um treinamento rigoroso e por uma rígida autodisciplina, Harlan aprendeu a deixar as emoções de lado na hora de fazer seu trabalho. Tudo vai bem até o dia em que ele conhece a atraente Noÿs Lambent, uma mulher que abala suas estruturas e faz com que passe a rever seus conceitos, em nome de algo tão antigo quanto o próprio tempo: o amor. Agora ele terá de arriscar tudo - não apenas seu emprego, mas sua vida, a de Noÿs e até mesmo o curso da História.


de H. G. Wells
A máquina do tempo
A Máquina do Tempo: a mais espantosa das invenções, capaz de levar seu criador a uma viagem surpreendente através de milhares de anos de transformações sobre a Terra. Novos seres ocupando a superfície e as entranhas do planeta, vivendo numa incrível civilização do futuro, onde a luta pela vida é implacável. O final dos tempos e a agonia do sistema solar com o colapso de nossa estrela, prestes a explodir.
Uma história de aventura e emoções inimagináveis, esta obra também é uma reflexão sobre os valores de nossa sociedade e sobre o mundo que construímos hoje.

A Guerra dos Mundos 
Por tempos, os homens foram estudados à distância pelos marcianos, que nos observavam como quem analisa micróbios por um microscópio. No final do século XIX, entretanto, eles partem para a Terra e aterrissam nos arredores de Londres. À primeira vista, os marcianos parecem risíveis: mal conseguem se mover, e não saem da cratera criada pela aterrissagem de sua espaçonave.Mas, conforme seus corpos começam a se acostumar com a gravidade terrestre, revelam também seu verdadeiro poder. Os marcianos são máquinas biomecânicas assassinas com mais de 30 metros de altura, que destroem tudo a sua volta. Aniquilando toda tentativa de retaliação do exército britânico, eles rapidamente eles chegam à capital britânica, que é evacuada às pressas por uma população desesperançada.


Lugar nenhum, de Neil Gaiman
'Lugar Nenhum' conta a história de Richard Mayhew, um jovem escocês que vive em Londres. Tem um bom emprego e vai se casar com a mulher ideal. Uma noite, porém, ele encontra na rua uma misteriosa garota ferida e decide socorrê-la. Depois disso, parecer ter se tornado invisível para todas as outras pessoas. As poucas que notam sua presença não conseguem lembrar exatamente quem ele é. Sem emprego, noiva ou apartamento, é como se Richard não existisse mais. Pelo menos não nessa Londres. Sim, porque existe uma outra - a Londres-de-Baixo. Constituída de uma espécie de labirinto subterrâneo, entre canais de esgoto e estações de metrô abandonadas, essa outra Londres é povoada por monstros, monges, assassinos, nobres, párias e decaídos - e é para lá que Richard vai.


O senhor do anéis, de J. R. R. Tolkien 
O Senhor dos Anéis é um romance de fantasia criado pelo escritor, professor e filólogo britânico J.R.R. Tolkien. A história começa como seqüência de um livro anterior de Tolkien, O Hobbit, e logo se desenvolve numa história muito maior. Foi escrito entre 1937 e 1949, com muitas partes criadas durante a Segunda Guerra Mundial.[1] Embora Tolkien tenha planejado realizá-lo em volume único, foi originalmente publicado em três volumes entre 1954 e 1955, e foi assim, em três volumes, que se tornou popular. Desde então foi reimpresso várias vezes e foi traduzido para mais de 40 línguas,[2] tornando-se um dos trabalhos mais populares da literatura do século XX.


E é claro! Como não poderia deixar de ser (<3):


de Douglas Adams


O guia do mochileiro das galáxias
Resenha deste livro aqui.
Arthur Dent tem sua casa e seu planeta (sim, a Terra) destruídos em um mesmo dia, e parte pela galáxia com seu amigo Ford, que acaba de revelar que na verdade nasceu em um pequeno planeta perto de Betelgeuse.





O restaurante no fim do universo
Resenha deste livro aqui.
O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com o surpreendente O Guia do Mochileiro das Galáxias, mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. Com seu estilo inteligente e sagaz, Douglas Adams prende o leitor a cada página numa maravilhosa aventura de ficção científica combinada ao mais fino humor britânico, que conquistou fãs no mundo inteiro. Uma verdadeira viagem, em qualquer um dos mais improváveis sentidos.


A vida, o universo e tudo mais
Após as loucas aventuras vividas com seus estranhos amigos em O Guia do Mochileiro das Galáxias e O Restaurante no Fim do Universo, Arthur Dent ficou cinco anos abandonado na Terra Pré-Histórica. Mesmo depois de tanto tempo, ele ainda acordava todas as manhãs com um grito de horror por estar preso àquela monótona e assustadora rotina. Talvez Arthur até preferisse continuar isolado em sua caverna escura, úmida e fedorenta a encarar a próxima aventura para a qual seria forçosamente arrastado: salvar o Universo dos temíveis robôs xenófobos do planeta Krikkit.


Até mais, e obrigada pelos peixes!
Depois de oito anos vagando pelos mais insondáveis cantos da Galáxia, Arthur Dent está de volta à Terra, e tudo parece estranhamente normal. Todas as coisas estão em seus devidos lugares – sua casa, seu emprego, seu planeta –, e é justamente por isso que ele começa a desconfiar de que, ou ficou completamente maluco e tudo não passou de uma grande alucinação, ou algo de muito mais estranho do que viagens espaciais a bordo de naves alienígenas poderia estar acontecendo. Em busca de respostas que possam explicar não só como a Terra poderia continuar a existir – já que ela havia sido destruída para dar passagem a uma estrada interplanetária anos antes –, mas também por que tudo estava absolutamente igual ao que era, exceto pelo misterioso desaparecimento dos golfinhos, Arthur começa uma nova jornada. Uma das poucas pessoas que poderiam ajudá-lo a compreender toda a história é Fenchurch, uma linda garota que tem surtos psicóticos desde que teve uma revelação transcendental sobre o porquê de as coisas darem sempre tão errado para os humanos. Decididos a encontrar a verdade, Arthur e sua nova companheira tentam descobrir se a CIA é mesmo a responsável por tudo, produzindo alucinações coletivas ao testar uma nova arma química, embora não acreditem nem um pouco nessa versão. Juntos, Arthur e Fenchurch vivem um grande, profundo e divertido amor, cheio de beleza e poesia, mas repleto das mais inusitadas situações, enquanto procuram o motivo de tanta confusão. Teriam os dois imaginado tudo aquilo? Mas, então, onde estariam os golfinhos? E o que queriam dizer com a mensagem "Até mais, e obrigado pelos peixes!"? Isso é o que você e Arthur Dent estão prestes a descobrir!


Praticamente inofensiva
Os anos mais conturbados como um viajante solitário já haviam passado. Arthur Dent se resignara à nova condição e se acostumara à vida pacata e relativamente feliz como Fazedor de Sanduíches em Lamuella. Conquistara até um certo prestígio junto aos habitantes locais e fazia disso um bom argumento para continuar por lá. Ao mesmo tempo, Ford Prefect via-se num conflito profissional ocasionado pela repentina venda do Guia do Mochileiro das Galáxias para outra editora. Sem compreender o funcionamento do novo Guia – que passara a se "comportar" de forma estranha – e não gostando nem um pouco de seu novo cargo como crítico de restaurantes, Ford se mete em alucinantes roubadas para não sair prejudicado (e para obter algum lucro, é claro)Em outro ponto do Universo, Tricia McMillan havia feito fama intergaláctica como repórter e levava uma rotina razoavelmente satisfatória, até um pequeno planeta chamado Rupert ser descoberto e tudo começar a dar estranhamente errado em sua vida. Espalhados pelos mais insondáveis cantos da Galáxia, Arthur, Ford e Tricia iam tocando suas vidas da melhor forma que podiam, mas tudo se complica novamente quando eles se reencontram. Tentando manter a sanidade e salvar a si mesmos, eles acabam assistindo juntos ao inevitável destino da Terra. Com reviravoltas surpreendentes, Praticamente Inofensiva traz aguardadas respostas, lança novas perguntas e, acima de tudo, faz o leitor lamentar o fim da saga de Dent e seus companheiros.


No começo dessa semana saiu um podcast que eu gravei com a galera do Tudo em Geral (blog para o qual eu também escrevo) sobre a série O guia do mochileiro das galáxias. Ouça aqui, é MUITO legal!


Enfim, feliz dia da toalha pra toda a galera, boa leitura e lembre-se: 


NÃO ENTRE EM PÂNICO!

(Peço desculpas pela formatação do post. Precisamos urgente mudar para o wordpress)

3 comentários:

  1. Nossa, to MUITO querendo ler O Guia do Mochileiro das Galáxias!
    Cada vez mais curiosa *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, é THE BEST BOOK EVER! É muito bom mesmo! (:

      Excluir
  2. Que post lindo esse, muito, muito lindo.
    Li quase todos esses livros, reli a maior parte deles e meu Deus, eles fazem aminha vida!
    Não li a Maquina do Tempo. :(
    Guerra dos Mundos é muito interessante, bem mais do que o filme.
    Gostei muito. Ah... do Asimov, Eu, Robô é muito legal. Praticamente nada sobre o filme, leiam. muito bom.

    http://porfavorsenhorita.blogspot.com

    ResponderExcluir