quarta-feira, 6 de junho de 2012

[Resenha] Garota Replay - Tammy Luciano

Garota Replay
Tammy Luciano
Editora: Novo Conceito Jovem
Gênero: Romance, Chick-lit
Páginas: 144
"Thizi é uma garota do bem, apaixonada pela vida. Mas, após uma madrugada trágica, sente que tudo à sua volta desmorona. Descobre que Tadeu, seu namorado, beijou uma garota em uma noitada e quebrou o nariz de Tito, melhor amigo de Thizi, quando soube que ele fotografou a prova da traição. Na mesma noite, Tadeu dirigiu bêbado e causou grave acidente, que deixou o amigo Gabiru em coma. Em meio a tanta decepção, Thizi encontra uma Replay de si mesma, uma igual. Agora, não mais a única do planeta, ela se sente a pessoa mais solitária do mundo e precisa entender que só o amor tem o poder de provocar as melhores mudanças. Garota Replay trará reflexões para desvendar os segredos da vida de Thizi. E da sua também..."
Bem, esse é um livro bem complicado de falar. Autor brasileiro que está começando a alçar voos maiores e que de jeito nenhum eu quero ofender. Entretanto preciso dizer: não gostei desse livro. Aliás, não gostar não é a palavra, eu realmente detestei. Do início ao fim. A boa notícia é que ele é curto.

Thizi é uma garota do bem (como a autora repete um milhão de vezes), namora um idiota que além de trair, mente na cara dura e um amigo que é o homem da vida dela, MESMO A GAROTA TENDO NAMORADO. A pergunta que fica é: Porque diabos ela não namora o homem da vida dela de uma vez?

Além de erros de continuidade, a escrita é repetitiva. Thizi não cativa, é chata, "do bem demais", meio inexpressiva eu diria. Tito é o garoto do sonhos de qualquer uma e Tadeu... Ah nem comento. Tem também Nil, a empregada da garota que é quase mãe e única personagem com carisma de verdade, já que os pais nunca param em casa por causa da aposentadoria do pai. Há 5 anos, eles viajam o mundo e ficam no Brasil por dois meses apenas. E ai tem um erro de continuidade.

Nil está com Thizi há 5 anos certo? Mas depois de alguns capítulos a menina diz que a empregada é quase mãe dela, pois elas estão juntas desde que Thizi era bem novinha, levando em conta que Thizi tem no MÍNIMO 19 anos, Nil eseveria estar com ela desde os 14 anos. Porém, pouco depois também diz que houvera antes outra moça que cuidava dela, mas que não tinha o carinho que Nil tem, ou seja, não faz tanto tempo assim que a empregada está com a protagonista. Decida-se mulher, há quanto tempo seus pais viajam e Nil está com você? 

A escrita é CHEIA de gírias. Espera, você não entendeu. Quando eu digo CHEIA, É CHEIA MESSSSSMO! Tammy Luciano definitivamente não soube pesar a mão. Sendo um livro pra jovens, pareceu um livro de criança. E fala sério, Thizi é um menininha apesar de falar diversas vezes que é toda independente.  

Sobre o romance... Clichê, blasé, clichê. É fofinho porque é repleto de coisas fofas, mas já batidas e super esperadas. A graça não é tão engraçada. Enfim, pareceu tudo muito forçado.

Além de ser curto é muito flúido e rápido de ler, apesar de alguns erros. Em diversos momentos tive que parar e pensar "como ela colocou algo assim aqui? Pelamordedeus!"

A história da Replay, bem... Cópia, clone, alma, sei lá... Ninguém chama uma cópia sua de Replay se ela é diferente. Replay é quando você volta no passado, não no futuro. Você volta uma cena e dá replay. No caso do livro, a Thizi que fala, não a cópia, é de fato a replay. Confuso né?

Não gostaria nem de comentar o desfecho, mas já que estamos aqui... É frustrante, é a mais fácil saída pra toda a problemática e é escrito de uma forma muito confusa. O que acontece é fácil de entender, mas o jeito que foi colocado ali fez um nó. Reflitam.

A capa é esquisita. Em vez do desenho atual poderia ter algo com mais suavidade. A mesma que a autora pretendia passar para Thizi. Bizarro.

Aliás, a coisa toda é bizarra. Peço desculpas para quem gostou e pra autora, mas eu não recomendo. Se quiser ler, sua conta e risco.

Avaliação:
Acabamento do livro: 
História: 
Andamento: 
Desfecho: 

Avaliação Geral:

3 comentários:

  1. Eu não consegui nem chegar ao final desse livro, mesmo tendo só 144 páginas. A leitura toda foi só um monte de "UGH" pra mim, e abandonar o livro foi um alívio.
    A coisa toda é muito bizarra mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Já dei meus pitacos offline pra Florinha mas não poderia deixar de passar aqui pra registrar o comentário pois concordo em praticamente tudo que foi observado. Infelizmente o livro não me ganhou, e dei graças a Deus por ele só ter 144 páginas (pq elas pareceram 1440 =P Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm me senti assim... nao curti, achei o livro bobo, com final cliche e meio chato.

    ResponderExcluir