segunda-feira, 24 de setembro de 2012

[Coluna] Hora do Chá #9 - Ragnarok Online


Antes de mais nada, devo explicar que o Ragnarok Online é um MMORPG. Um jogo na qual você joga com milhares de pessoas juntas pela internet, ganha leveis, mata monstros, conclui objetivos, o de sempre. Posso até dizer que o Ragnarok não é não é o melhor MMO atual. Mas é, sem sombra de duvida, o que eu mais gosto.


Conheci o Rag (apelido carinhoso do Ragnarok) há 8 anos, quando era apenas um molequinho malacafento, jogando no servidor BR, em uma internet discada, cheio de bug, internet caindo, servidor cheio, e ainda sem saber jogar. E mesmo com todos os problemas, principalmente de conexão, eu adorava. De verdade.

O gráfico e a física do Rag também não são lá grandes coisas, tendo personagens em 2 dimensões e o cenário em 3 dimensões. É meio complicado de entender, só jogando mesmo. Mas o visual em estilo desenho é bem atraente e diferente, o que é um ponto positivo. Sem contar que ele não pesa quase nada.

O sistema de classes e quests também é bem legal. Você começa o jogo como aprendiz, e pode escolher entre várias classes. E cada classe tem mais 2 evoluções, e cada uma dessas segundas classes tem uma transclasse. Complicado de entender, mas na hora que você está jogando é bem simples.

Mas o maior diferencial do Rag é sua jogabilidade, que é bem fluida, e permite a você fazer várias coisas diferentes e se distrair por um bom tempo. Jogo isso há oito anos e ainda não enjoei.

Além disso, também posso falar que o Rag mudou minha vida. De verdade. Conheci muitos amigos e gente nova no Rag. A grande maioria dos amigos que eu tenho hoje, conheci através desse jogo (Que coisa mais nerd e triste né?).

Dentre essas pessoas, estão incluídas a Flah e a Flora (Ambas me achavam um idiota nessa época. Provavelmente porque eu, de fato, o era. Pelo menos é o que dizem.). Que conheci através de uma série de fatores estranhos e improváveis, que culminam com o fato de eu estar namorando com a Flah hoje xD

Eu indico o Rag para qualquer um. Sério mesmo, acho que jogar um MMO com os amigos e uma partida de League of Legends (Um outro jogo que eu jogo, e que provavelmente farei uma resenha mais pra frente) é algo que tem de estar na lista de coisas para fazer antes de morrer. Junto com encher a cara pra valer e outras coisas ai (Se beber não dirija. Ou case.).

Sem contar que, se você gosta de livros de fantasia, você tem todo o potencial para gostar de Rag, ou de jogos no geral. É tipo como se você fosse o personagem principal da história. Sofrendo para ficar mais forte, apanhando, aprendendo com isso e pegando com ainda mais garra para ficar melhor. Seguindo uma história, ou até mesmo não seguindo história nenhuma. Você cria inimigos ao longo da jornada, vai à guerra, e, nem sempre dá tudo certo. Tudo em comum com livros, com o diferencial que só depende de você. E de seus amigos, é claro xD

Nenhum comentário:

Postar um comentário