quinta-feira, 27 de setembro de 2012

[Resenha] Harry Potter e a Pedra Filosofal - J. K. Rowling

Harry Potter e a Pedra Filosofal
J. K. Rowling
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Fantasia, Ficção
Páginas: 264

Não vou colocar sinopse. Fala sério, esse livro precisa? Não, né?!

Harry Potter foi o responsável pelo que hoje chamamos de popularização da literatura jovem, foi lançado em 1997 no Reino Unido e toda a série vendeu cerca de um bilhão de exemplares, foi traduzida para 67 idiomas e além do sucesso literário de público e crítica virou uma das mais bem sucedidas franquias cinematográficas já vistas. Essa série já é um clássico e não faz nem 20 anos que foi lançada.

Enfim... Falar de Harry Potter na blogosfera literária é quase como falar de Deus para um religioso, sacou? 

Então, você deve estar se perguntando, porque diabos eu resolvi falar desse livro agora? Bem, talvez muitos não saibam, já que até agora eu fiz questão de esconder isso por pura vergonha: eu não tinha lido nenhum livro da série até então.

Com 11 anos eu peguei o primeiro livro e achei o começo chatíssimo (e ainda acho). Na época eu gostava de ler, mas não era viciada, então simplesmente larguei o livro e não peguei novamente. Quando os filmes saíram, meu apaixonei por perdidamente por eles mas, por favor não me pergunte o porquê, ainda sim não voltei a ler a obra da belíssima J.K.. A epopeia acabou quando eu finalmente criei vergonha na cara e comprei o primeiro livro da série há, mais ou menos, 8 meses e nas "férias" consegui, finalmente, terminar o primeiro livro da série.

Li a primeira parte chata em dois dias e depois que Harry conhece Hagrid eu não conseguia mais parar de ler. "FLORA BURRA!", era a única coisa que eu pensava quando terminei. "Você tinha que ter lido isso antes", completava. Confesso que como fã dos filmes, me deu vontade de chorar. Uma pontada de arrependimento e uma sensação de libertação me preencheram, e eu queria pegar logo o segundo livro.

Infelizmente, como a vida não é uma fábrica de realização de desejos, eu não tenho o segundo livro e não tenho dinheiro para comprar o segundo com a mesma impressão do primeiro (a normal, não econômica), sem falar todos os perrengues dos últimos dois meses.

Mas eu posso assegurar, Harry Potter foi mais do que eu esperava. Além da história, que eu já amava, é super bem escrito e envolvente. Gostaria muito de ter lido quando mais nova, de ter aproveitado a onda do lançamento dos livros, de ter lido antes de assistir, etc. Mas fazer o que?

Como já vi o filme baseado no primeiro livro um milhão de vezes consegui comparar de memória várias partes do filme e como sempre, o livro é melhor, apesar de eu amar, amar (<3), o filme e de ele ser bem fiel.

Essa resenha ficou bem pessoal, mas falar de um livro como esse, que é tão próximo da minha geração é muito complicado.

E porque resolvi colocar o post hoje e não há dois meses? 

Bem, a nossa amada J. K. lançou hoje The Casual Vacancy*, o primeiro livro da escritora que nada tem a ver com a história do bruxinho. E como não podia deixar de ser, antes mesmo do lançamento se tornou um sucesso de vendas com mais de 1 milhão de livros comprados em pré-venda.

The Casual Vacancy é direcionado a um público mais adulto, afinal, J. K. está tentando acompanhar seus fãs que agora cresceram. Desse eu vou colocar a sinopse:
“Quando Barry Fairbrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em choque. Pagford é, aparentemente, uma maravilhosa cidade inglesa, com uma praça mercantil de paralelepípedos e uma antiga abadia, mas o que está por trás dessa bela fachada é uma cidade em guerra.
Os ricos em guerra com pobres, adolescentes em guerra com os pais, mulheres em guerra com seus maridos, professores em guerra com seus pupilos… Pagford não é o que parece à primeira vista.O lugar deixado por Barry no conselho municipal logo se torna o início para a maior guerra que a cidade já viu. Quem vai triunfar  em uma eleição repleta de paixão, duplicidade e revelações inesperadas?”

Particularmente acho que esse livro será bom, mas não será um novo Harry Potter, até porque ele não tem essa ambição. Estou torcendo demais por essa história e ansiosa para que ele chegue ao Brasil.

Ah, voltando ao Harry, se alguém quiser me emprestar o segundo livro, manda e-mail! HAHAHAHA

Só para fechar: é obvio que eu recomendo! Já é um dos meus livros preferidos e vou fazer meu filho ler com sete anos! Se fosse possível daria dez xícaras! (:

Avaliação:
Acabamento do livro:  
História: 
Andamento: 
Desfecho: 

Avaliação Geral:


*estava disponível para compra à meia noite na Amazon

Um comentário:

  1. Oi, Flora!

    Primeiro de tudo, deixa eu me apresentar kldfhjlkfh Eu sou o João, tenho 16 anos e moro no interior de São Paulo. Eu acompanho o blog faz um tempinho já, mas comentei poucas vezes aqui. Conheci o into-wonderland (genial esse nome) através do sorteio de "Delírio" e "Pandemonium" (que por acaso eu queria muito, perdi e fiquei arrasado UAHUAH).
    Então, você deve estar se perguntando: "Por que esse menino resolveu comentar só agora?". Bom, eu estava no twitter e vi que você postou uma resenha de "A Pedra Filosofal". Cliquei na hora, porque 1- achei legal resenharem um livro antigo; 2- eu AMO Harry Potter e 3- foi por causa desse livro que eu comecei a ler bastante.
    Eu também tive uma história meio parecida com a sua: amava os filmes de HP, mas nunca tinha lido os livros. Daí, quando iam lançar o último filme e começou aquela loucura no Tumblr, me deu um sentimento louco de que eu precisava ler a série. Peguei o primeiro emprestado de uma amiga, adorei, e comprei a coleção completa de uma vez.
    A série toda é incrível. De verdade. A cada livro que você lê, a paixão aumenta. É uma coisa inexplicável... E o primeiro, embora não passe nem perto de ser meu livro favorito dos sete, é um dos mais especiais. É ele que nos apresenta a história de Harry, o mundo dos bruxos, a escola de Hogwarts, enfim. Não há muito o que falar sobre ele... não cabe em palavras toda a a magia que esse livro traz para nossas vidas.
    Bom, espero que leia todos os livros em breve! Eles ficam ainda melhores no fim, já que são maiores e bem diferentes dos filmes. Você vai adorar (:

    Bom... até mais!
    Abraços, e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir