Sobre os autores

Flora Castro


"Fairy tales are more than true: not because they tell us that dragon existe, but because they tell us taht dragons can be baten." - G. K. Chesterton

Olá, tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo. Gosto de ler desde... Sempre! Mas vício mesmo desde os 11 anos.
Meu gosto literário é bem amplo, gosto desde YA book, Suspenses, alguns livros até infantís, e amo, amo!, os clássicos. Não leio auto-ajuda. Pode falar o que quiser para mim. Não leio. Não sou muito fã de best-sellers, mas as vezes eu tenho que dar meu braço a torcer.
Adoro a Thalita Rebouças, foi com ela que eu aprendi a realmente gostar de ler, hoje em dia os livros dela não são meus preferidos, mas foi com ela que tudo engrenou e isso eu não posso negar.
Falando em autores mais atuais, adoro a Meg Cabot, Diana Peterfreund  (SUA LINDA) e Douglas Adams. Entre meus livros preferidos estão "Dom Casmurro", "O Morro dos Ventos Uivantes", "Diário de Anne Frank", a série "A Mediadora" da Meg, a série "Sociedade Secreta" da Diana e claaaaaaro, como toda boa nerd, a série do "Guia dos Mochileiros das Galáxias" do Douglas. 
Eu sou um pouco de lua e pode acontecer de eu gostar de um livro hoje e depois de um tempo eu não gostar mais (aconteceu com Crepúsculo).
Além de bookaholic, amooo séries e música. Ah por último, mas não menos importante...
Eu sou vascaína, com a cruz de malta na testa ok?! (tua estreeeeeela na terra a brilhar ilumiiiinaaa o maaaaaar!)
Bem isso já é bastante sobre mim.
Se quiser me encontrar só clicar nos links ai em baixo, eu sempre apareço mais hora, menos hora.


Flávia Alves
“Talvez não”, respondeu Alice cautelosamente, “mas sei que tenho de bater o tempo, quando estudo música.”
“Ah! Isso explica tudo!”, disse o Chapeleiro. “Ele não suporta ser batido. Agora, se você mantivesse boas relações com o Tempo, ele faria quase tudo o que você quisesse com o relógio. Por exemplo, vamos supor que fossem nove da manhã, bem na hora de começar as aulas. Você só teria de sussurrar uma dica para o Tempo, e o ponteiro giraria num piscar de olhos! Uma e meia, hora do almoço!”
Assim como Alice, idealizo um mundo novo a cada dia, onde persigo coelhos apressados, os quais tanto se apressam para chegar a lugar nenhum, onde tomo chá com amigos loucos, enquanto estes conversam com o relógio, tentando recuperar o tempo perdido, onde encontro um gato enigmático, que está em todos os lugares e ao mesmo tempo, em lugar algum, onde fujo dos males de todos aqueles que querem a minha cabeça pelo tempo que soube cativar. Eu sonho, eu acordo e torno a cair... Para sempre naquele mundo fantasioso onde tudo é meu.
Bom, tentativa fail de escrever à parte, meu nome é Flávia, tenho dezenove anos e sou estudante de jornalismo aspirante à produtora editorial (Só aspirante, acredito, porque estudar que é bom é algo que no momento está em falta). Sou uma bookaholic viciada em Alice no País das Maravilhas, como eu acho que deu para perceber, e ainda nutro um sonho quase utópico de me tornar uma escritora.
Meu gosto literário é uma coisa meio bagunçada, gosto de tudo um pouco, exceto auto-ajuda e livros muito técnicos, mas isso pode ser contornado, depende da lua. Normalmente leio apenas aquilo que eu estou realmente a fim de ler, acho que deixei bem claro que tenho problemas sérios com tempo.
Tenho oscilações de humor constantes e admito que meu emocional pende para o exagerado. Sou estupidamente distraída e meu senso de direção, lamentável. Mas não acho que esses detalhes sejam pertinentes; deu vontade de dizê-los, de qualquer forma. Pode ser útil se um dia desses vocês precisarem me pedir informações de rua...


Matias Athayde

Oioi! Meu nome é Matheus Athayde, mas os mais próximos me chamam de Matias. E, também, nem os tão próximos assim. Ta bom... Todo mundo me chama de Matias, então vocês podem me chamar assim também xD.
Tenho 19 anos, faço Produção Multimídia na PUC Minas e gosto de livros, tipo, desde que eu era bebê e meu pai lia para mim. Gosto de livros de todos os tipos, de todas as cores e de todas as nacionalidades. Não tenho nenhum preconceito, leio de tudo. Mas, obviamente, tenho meus preferidos, como, por exemplo, livros de ficção e aventura, mas meu gosto varia muito de acordo com meu humor, muito mesmo.
 Falando mais especificamente de autores, adoro Tolkien e Douglas Adams. No momento, estou gostando bastante de Patrick Rothfuss da série “A Cronica do Matador do Rei”, que é uma serie muito foda. Mas posso dizer sem sombra de duvida que o meu favorito é o Stephen King. Sou apaixonado pelos seus livros, em especial “A Dança da Morte”, “O iluminado” e a série “A Torre Negra”, minha série favorita, composta por 7 tijolos (na verdade 5 tijolos e 2 mais finos).
Também leio muitos mangas, apesar de não ler mais tanto quanto antigamente (já tive um período muuuuuuuito otaku, mas isso foi uma fase). Gosto de filmes também, mas meu tempo para eles acaba ficando curto, devido ao vicio no PC e em livros. Assusto-me facilmente com filmes de terror, e choro em filmes mais dramáticos (e em alguns nem tão dramáticos assim), não tenho vergonha de admitir.
Bem, isso é um pouco sobre mim, se quiserem conhecer mais é só ler minhas resenhas, me adicionar no facebook, skoob, coisa e tal.

Skoob
@Matiasathayde
Facebook


Carol Fabiano
Depois de realmente conhecer a dona Flora, resolvi que não teria problema em colocar meu nome, pois ai está: Carolina Fabiano. Mariana Furlan é a junção do nome da minha melhor amiga com o sobrenome do meu namorado, haha. Eu adotei o pseudônimo por medinho da Flora ser uma psicopata de exposição na internet - bobagem, eu sei. Mas é irado, eu me sinto meio espiã, tipo Sam, Clover e Alex. Enfim, sou estudante de comunicação social e pretendo seguir jornalismo; sonho em trabalhar em editoras de livros. Amo ler. Tipo, muito. Muito. Hoje em dia, praticamente só leio em inglês; aboli as traduções, meio que por princípio. A leitura na língua originalmente escrita é MUITO mais rica. Também prefiro ler em ebook, no meu kindle - várias vantagens, especialmente econômicas, haha. Estou aqui, portanto, para divulgar títulos (majoritariamente americanos) que ainda não foram publicados no Brasil (mas deveriam)